19 março, 2009

Lézard de Papillon





"Evoluir não é querer ser a borboleta
sem ter sido a larva mísera e preta,
é atravessar o lado escuro
e nascer como o lírio perfumado e puro.
É dia após dia renascer, é tropeçar
nas faltas e ressurgir dos erros
praticados, é prosseguir, cair e outra vez erguer.
Evoluir é depurar a alma cativa,
é lapidar a pedra rude e viva,
dar-lhe a aresta, o brilho e o destino.
Evoluir é retirar lições das dores,
dos espinhos retirar as flores,
e do erro, o máximo de ensino."


Um comentário:

Ana Bernasconi disse...

saudade, sem mesmo nem nunca ter te conhecido, pelo menos nessa vida...
beijo carinhoso Ana