06 junho, 2011

A Flauta e o Vento


Um dia andamos ao longo das areias
No meio da primavera, dias de outubro
O silêncio ecoava como música no ar.
Apenas olhares se encontravam
Trazendo junto, sorrisos.


Agora tenho pra recordar
Por muito e muitos dias
o eco da canção,
flauta tocada pelo vento
Sempre vou lembrar do brilho do teu sorriso.

Sempre vou lembrar
as luzes da alvorada,
trazendo as cores dos meus sonhos
Sempre vou lembrar
desta primavera.




De todas as diversões
do carinho dos teu beijos
da pequena estrela que se fez nossa.
Eu estarei lembrando sempre
Do brilho do teu sorriso.





7 comentários:

Lê disse...

sorrio para vc.. minhas maos estao estendidas para vc.. o meu abraço é apertado para te abraçar.. onde estiver o meu olhar procura o teu.. minha boca se abre para te falar.. para os beijos que eu nao canso de te dar...
no meio de meus sorrisos .. creia.. o meu amor é só teu!

te amo... além..

Tathiane Galdino disse...

Olá, Miguel. Adorei o seu blog...As fotos são lindas. Quando puder visite também o meu blog de poemas.

Um abraço!

Kant disse...

Parece um Powerpoint =P

Um brasileiro disse...

oi. estive por aqui. gostei. muito legal. apareça por la. abraços.

Gisana Mont disse...

U-au. Que blog interessante. :s viajei legal nessas estrelas piscando! haha :D

Estrela disse...

Olá, Miguel. Seu blog é lindo!
Nota-se que é feito com muito amor.
Estou seguindo, hein?
Abraços!

fantasma cansado disse...

Eu sei que não é um comentário muito criativo, mas adoreio blog. o layout, os textos, tudo! Muito lindo e dedicado '-'