24 novembro, 2008

Caráter


Sou homem
mas conheço meu lado anjo


Alimento meu melhor lado animal
mas conheço meu animal soturno.

Da paz
mas não me escondo da guerra.

Do bem
mas conheço todas as armas do inimigo

Bendigo e agradeço a Vida
Mas conheço a face da morte.

Reconheço e Proclamo:

O Amor como única fonte
mas provei do ciúme como amargo féu.

A Liberdade como bem maior
mas já aprisionei um coração,
o meu.

A Verdade como a única saida
mas deixei-me seduzir por fantasias.

A Justiça irmã siamesa da Consciência
mas julguei e dei o veredito.


A Força Enérgética Azul como dádiva inesgotàvel
mas senti-me fraco, como um filhote fora do ninho


E neste plano , tridimensional, dual e setenário conheço;


suas matizes e nuances
deformidades e mostruosidades
belezas e suavidade
sangue e crueldade
sorriso e bondade
egoismo e falsidade
amizade e responsabilidade
hipocrisia e astúcia
sinceridade e altruísmo

"Aqui...o Lírio precisa do lodo,
se não quiser ver o lodo...
Cubra o lodo de Lírios.!"


Dream Theater/Hollow Years

2 comentários:

disse...

gdes verdades querido meu.. somos duais.. temos dentro de nós o bem e o mal.. e qual vai predominar dependera exclusivamente do qual iremos alimentar...só depende de nós...

um gde beijo.. muita sabedoria e inspiraçao em teu caminhar....

Ana Bernasconi disse...

nem bons , nem maus, apenas humanos.
estamos aqui pra aprender.